domingo, 20 de dezembro de 2015

Meus quereres.


Eu queria gritar. Na verdade, eu queria poder gritar bem forte o máximo que eu pudesse. Mas gritar aonde? Queria fazer isso em um lugar onde ninguém pudesse me ouvir, porque estou longe de querer chamar a atenção, e sim somente libertar tudo dentro de mim que me sufoca, me entristece, me incomoda, me deprime, me isola, me corroí, me destrói, e me mata aos poucos. Queria poder fazer isso em silencio pro mundo, mas barulhento para mim. Gosto do barulho libertador. 
Queria chorar bem alto somente para minha pessoa também. Gritar e chorar.

Queria poder pegar um carro e cair na estrada, dirigindo até uma cidade qualquer e pensar na minha vida em paz. Queria viajar, chorar e gritar.
Queria ir para um lugar e conhecer pessoas maravilhosas. Nada de pessoas falsas, egoístas, egocêntricas, preconceituosas, arrogantes, ignorantes, fúteis entre outros. E sim pessoas simplesmente amigas, companheiras, que não pensem só em si, em interesses, mas pense no bem dos outros, se importem com os outros, e amem os outros como a si mesmo. Queria conhecer pessoas novas, viajar, chorar e gritar.
Queria muito que realmente essas pessoas maravilhosas que eu desejo encontrar existissem. Mas nesse mundo não há mais nada de maravilhoso. O céu não é mais perfeito, a natureza não é tão mais bela, o mar os lagos e os rios não são tão mais limpos e claros. Não há mais paz, amor, compaixão, gratidão, amizade, união. E tudo isso ao longo do tempo foi causado por nós humanos. Queria que as pessoas fossem realmente boas, queria conhecer pessoas novas, viajar, chorar e gritar.

Queria não sentir medo do futuro, queria acreditar com mais fé nos meus sonhos, queria poder confiar mais nas pessoas que já conheço e nas quais ainda irei conhecer. Queria também compartilhar com o mundo meus momentos de alegria, felicidades, conquista. Mas as pessoas a cada dia se tornam mais invejosas, principalmente quando você está feliz, ou consegue algo grandioso. Então as vezes o silencio é bom pra tudo, porque gritar pro mundo sem alguém ouvir, para assim poder expressar qualquer tipo de sentimento(seja de dor ou alegria) não é possível. Em um mundo onde as pessoas comemoram e sorriem com seu fracasso, dor ou tristeza e invejam sua felicidade e conquistas, o melhor de tudo é gritar pra si mesma.